VISTOS


visto-b2O visto B2 é o mais conhecido, afinal, trata-se do visto concedido a turistas. Pessoas com esta classificação de visto geralmente são admitidos por um período de até seis meses e podem aplicar para extensões. Entretanto, a limitação máxima de estada para esta categoria de visto é um ano. Quando o turista entra nos Estados Unidos tem que preencher um formulário chamado I-94 e a data do protocola controla o período permitido para sua permanencia no país, não o carimbo do visto do Consulado. O selo do visto obtido no Consulado estabelece o último dia que você pode entrar nos EUA com aquele visto.

O Visto E-2 pode ser a sua opção para investir e morar nos Estados Unidos. Este é um visto americano para investidores que permite que empreendedores entrem no país para
realizar investimentos, estabelecendo um negócio e, embora só possa ser adquirido por cidadãos de países contidos no Tratado de Comércio, e o Brasil não esteja na lista, muitos brasileiros com dupla cidadania, como a italiana, alemã e polonesa, por exemplo, podem qualificar-se para esse visto. O investimento inicial deve ser comprovadamente uma
proporção significativa do investimento total, ou seja, mais da metade do valor total da empresa.

Ministros, rabinos, padres e outros membros religiosos podem receber o Green Card com base em ofertas de trabalho de organizações religiosas dentro dos Estados Unidos. Além deles, outras pessoas se enquadram para aplicação, como médicos estrangeiros, antigos funcionários do governo dos EUA, crianças dependentes de um tribunal juvenil e emissoras internacionais. Um total de 10.000 Green Cards estão disponíveis por cada ano para toda a categoria EB-4. A pessoa deve ter o reconhecimento formal de uma religião qualificada com a qual filiou-se e esse reconhecimento pode ser uma licença, certificado de ordenação ou outra qualificação para conduzir o culto religioso.

O programa de vistos EB-5 permite que o estrangeiro que fizer um investimento em
projetos específicos nos EUA obtenha seu green card tornando-se residente permanente nos Estados Unidos.

Os portadores do visto EB-5 podem viver e trabalhar nos Estados Unidos com o cônjuge e filhos solteiros menores de 21 anos. Em geral, o investimento de capital deve ser de US$500.000 e o projeto tem que gerar 10 vagas de trabalho em tempo integral nos EUA por tempo determinado.

O visto H1B é um dos mais desejados pelos brasileiros que tem interesse em trabalhar nos Estados Unidos. Este é um visto para trabalhadores temporários que tem nível
educacional e/ou experiência profissional específicas para vagas disponíveis nos EUA que não são preenchidas por americanos. Entre os benefícios do H1B estão o fato dos
dependentes poderem estudar, o cônjuge poder trabalhar, poder ir e vir do país e a
possibilidade da empresa contratadora patrocinar o green card.

O visto da categoria P é designado para artistas e esportistas de reconhecimento
internacional, mas que não têm as habilidades extraordinárias que qualificam para a
obtenção de visto O. A categoria cobre esportistas estrangeiros de fama internacional que competem individualmente ou integrante de um time, e artistas internacionais que atuam como solistas ou parte de um grupo, que tem recebido reconhecimento
internacional “notável” por um “período de tempo substancial e contínuo”.
P1 – Esportistas ou artistas de reconhecimento internacional.
P2 – Artista ou pessoas de entretenimento num programa de intercâmbio recíproco.
P3 – Artista ou pessoas de entretenimento em programas culturais únicos no gênero.

O visto O1 é também um visto de trabalho temporário concedido aos empregados que possuam ‘habilidade extraordinária’ em ciências, artes, educação, negócios, atletas ou para artistas que tenham demonstrado serem blockbusters no cinema ou na TV e serem reconhecidos nacionalmente e internacionalmente por isso. A vantagem do visto O1 é que não existe um limite de vistos anuais como o H1B